badge
Terça-feira, 6 de Novembro de 2007
A boa caridade começa em casa

 
 
Uma Santa tarde a todos os meus meninos e meninas

 
Aqui estou de novo, a muito custo, verdade seja dita, porque já não tenho idade nem saúde para  noitadas como a que fiz no sábado passado.

 
Fiquei toda derreada das minhas costelas porque o vestido estava muito apertado, e então dos pés nem vos conto que ainda hoje tenho cada bolha que só vendo é que se acredita, como diz o nosso Santinho S. Tomé.

 
O meu Zé então, ainda está de cama com uma dor que se lhe aprontou nas cruzes, que até parte o coração só de olhar p'ra ele, coitadinho.

 

Mas meus santinhos assim que vi as notícias daquele Sr. Padre da aldeia dos galegos que casou por caridade com a governanta dos Brasis, disse p'ra mim mesma que tinha que lhe vir dar o meu apoio, porque lá diz o ditado  que  "a  boa caridade começa em casa"  e ele levou-o à letra, pois então.

 

Então vejam, uma pessoa afeiçoa-se a quem vive debaixo do mesmo tecto, a quem nos trata bem, nos lava a roupinha e prepara a comidinha a horas, o resto não sei nem quero saber porque dentro de portas ninguém vê e já assim era desde que me conheço e falatórios e má lingua sempre existiram, e de repente querem mandar a moçoila p'ra terra dela?

 
Isso não se faz e ainda p'ra mais com a idade dele que agora coitadinho ainda precisa de cuidados a dobrar. 

 

Ora fez muito bem aquele Sr. Padre que até parece ser boa pessoa  e muito bem disposta, se prestarmos atenção à sua cara no filme que passaram dele.

 

Pelo menos não fez como muitos que há para aí, que até filhos se lhe conhecem, como aquele Padre Amaro que até teve direito a livro e tudo, mas fico-me por aqui porque sou Beata mas tenho cá as minhas ideias e fico muito revoltada quando penso nos pobres dos Senhores Padres, por aí sem poderem casar, como muitos gostariam.

 

O Senhor Cura cá da minha aldeia, não sei não, mas que há falatórios da criada dele, a Sra. da Purificação, lá isso há, mas as pessoas fecham os olhos, pelo bem que ele pratica e quem não pecar que atire a primeira pedra como disse Nosso Senhor.

 

 

E agora meus riquinhos tenho que ir, que o meu homem já me está a chamar para lhe levar a janta.

 

Até qualquer dia se Deus quiser.

 

Beijinhos repenicados

 

Desta que se assina Beata da Aldeia

 

  

 


Como vai a minha vidinha:

Carta escrita pela Beata da Aldeia às 17:38
link do post | Escreve à Beata | favorito
|

6 comentários:
De Margarida a 7 de Novembro de 2007 às 12:22
Ah D.Beata!!!
Também dada a "diz que diz"?????
Isso é pecado.......sabia?
tantas preocupações, com as coisas que eu mostro....estão à vista de todos( as imagenms naturalmente) e agora dá numa de fofoqueira da Aldeia?Isso são coisas do demo , pouco próprias duma Beata
Ai D.Beata, D.Beata,parece que todos temos telhados de vidro não é?

Beijinho da sempre irreverente


De Beata da Aldeia a 8 de Novembro de 2007 às 19:17
Essa é uma grande verdade menina das Margaridas, por isso é que é pedi ao meu Zé, para me reforçar o telhado.

Gostei de a ver por cá na minha aldeia, mas se não fôr abuso da minha parte, até gostava de lhe perguntar se sabe onde andam os amiguinhos todos?

Não me diga que foram todos de abalada e nem se despediram da Beata?

Ai que desgosto com que eu fico.

Beijinho repenicado para si e desejo-lhe conformação porque já percebi que hoje é um dia triste para si, por causa do seu paizinho.


De Lili Castêlo a 8 de Novembro de 2007 às 21:46
OH Tia Pietá........
voltei hoje de Londres, onde fui às compras.....cansada de fazer compras....... sabe lá tia Pietá, isto é um cansaço.
Não a reconheço ricaaaaaaaaaaa....então está a insinuar que o Cura e a minha rica tia "Sasão", estão de caso?
ai conteeee..conteeee
Ai, e eu que pensava que a tia Sação era virgem...sei láaaa!!!com um nome daqueles, ninguém lhe pegava, mas o Sr cura enfim...cala-te boca!!!
ele há coisas...meninos que escândalo!
Será então verdade o que diziam que o Justino, o Justino arremelgado, aquele que tinha um olho maior do que o outro, toda a gente pensava que era sobrinho do Sr cura, filho duma irmã que nunca ninguém conheceu .
Tia pietá de Deus!!! era filho do Sr Cura? e será que é da tia Sação também?
Ai agora fico com urticária provocada pela curiosidade....ai conte tiaaaa Piétá,não me deixe ficar neste desassossego.
Adeus Tia volto depois para saber mais notícias da aldeia
Kiss,kiss
LiliCastêlo Novo (para não se confundir com o Branco)


De Beata da Aldeia a 13 de Novembro de 2007 às 17:51
Estás a fazer uma grande confusão, Ólindinha, essta Maria da Purificação é outra, que apareceu por cá, depois de tu abalares.

O Justino que só tinha um olho, dizem ser filho do Sr. Cura, até se parece muito com ele no andar, pois anda de lado, mas esse ninguém sabe ao certo quem o deu à luz, porque apareceu numa cesta à porta da Igreja, ou já não te lembras?

Estou a ver que essa aldeia nova te deu cabo da cabeça e eu já rezei por ti, para ver se te curas dessas ideias de grandeza que até parecem obras do diabo.
Nunca me passou pela cabeça que ias dar nisso


De Nuvem silenciosa a 8 de Novembro de 2007 às 21:55
Srª Beata
Ainda bem que eu só leio e não falo, olhe só a confusão que para aqui vai.
Tá a ver que o calado é o melhor?
Por isso é que eu fico pela minha aldeia, silenciosa, caladinha à espreita.Estou curiosa até onde vai esta fofoca da aldeia, embora a mim não me dê urticária, como
àquela Senhora do chapéu e dos óculos,sem ofensa ,pois acho-lhe muita graça.Aquela personagem existe mesmo e é sua sobrinha?
bem e de novo me remeto ao meu silêncio, que é como quem diz, para não escrever disparates.
leio-a sempre
beijinhos meus e de Imagens de Solidão


De Beata da Aldeia a 13 de Novembro de 2007 às 17:54
Menina das Nuvens que não fala, é a 1ª vez que a vejo por aqui e agradeço-lhe muito a sua visita que isto até tem andado uma desgraça.

Faz muito bem em estar no seu cantinho caladinha porque quem muito fala pouco acerta.

Cumprimentos ao Senhor da Solidão, coitadinho, que esse nem fala nem escreve


Escreve à Beata

Escrevam à Beata ricos filhos
Vem cá ver a Beata da Aldeia

adopt your own virtual pet!
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Cartas fresquinhas

O Tempo Tanto Anda Como D...

A Beata vai voltar!!!

Até p'ro Ano

Não se deixem enganar

Feliz Natal e muita saúdi...

O Natal não tarda aí

Ajudem o Planeta a Respir...

O Novo Aeroporto

Pelo S. Martinho, prova o...

A boa caridade começa em ...

Sábado dançante na aldeia

Que grande pesadelo

Protejam-se das bruxas qu...

Assombração na aldeia

Os pedidos do Sr. Padre C...

De candeias às avessas

Não há formosura sem ajud...

O rir e o folgar não é pe...

Enquanto há saúde quedos ...

Mas que grande aflição

Cartas com bicho

Maio 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

aeroporto

agradecimento

água pé

aldeia

alegria

alhos

amigos

ano novo

árvores

assombração

bailarico

baile

beleza

benzeduras

blog

bruxas

burro

caridade

carta ao pai natal

cartas

cartas ao pai natal

casamento

castanhas

chuva

clima

cólicas

dançar

dia da floresta

dia das bruxas

domingo

esmolas

folgar

gasolina

histórias

homem

igreja

internet

magusto

mau olhado

medo

mulher

natal

net

noite

notícias

noticias

padres

pedidos

pesadelo

piaçaba

presentes

receitas

regresso da beata

rezas

roubo

s. martinho

sábado

são m. abreu

saúde

selos

sol

sr cura

tempo

testes

vida

zanga

todas as tags

últ. comentários
Anda tudo a correr me mal.Aparelhos avariam se sem...
Adoro o teu blog, ando sempre a ver as novidades, ...
Cuernos y herraduras también los utilizamos por es...
Visita o blog :http://rittiinha.blogs.sapo.pt/Obri...
Já estamos no Outono Boa Noite
Querem ver que a Beata foi de férias prolongadas?
A chuva já parou.o sol veio para ficar.A gasolina ...
Beatachamou a minha atenção - não por ser beata - ...
Venho pedir um grande favor:se me pode dizer quem ...
Enganei-me!!!!!!!!!!Um pocinho de petróleo...rsrs ...
mais comentados
RSS