Quarta-feira, 21 de Maio de 2008
O Tempo Tanto Anda Como Desanda

 

 

Ai meu rico santinho tanto que eu te rezo e tu não atendes aos pedidos desta Beata que anda toda baralhada com o tempo que se faz sentir cá por baixo.

Que ricos dias de Maio que eu passava no campo em piqueniques e passeios, de mangas arregaçadas e saias alevantadas que não se aguentava o calor que fazia naqueles tempos.

Não sei que raio se está a passar contigo aí em cima e bem suspeito que andes muito zangado com o povo porque só nos mandas chuvas e terramotos, furacões e ciclones como nunca se viu em tempo algum que até parece que andas a avisar que um dia deste mandas outro dilúvio, como o da Arca do Noé e depois é que se vai ver toda a gente a correr para apanhar a madeira, tal e qual como agora fazem para apanhar a gasolina mais barata, mal comparado claro está.

E por falar em gasolina ainda bem que o meu Zé nunca aderiu a essas modernices e ficou-se sempre pela carroça que o meu burro Jeremias, coitadito, ainda vai tendo forças para puxar, porque pelo menos a palha não aumenta 2 e 3 vezes por semana, como esta vergonha que eu vejo nas notícias que até há gente que vai a Espanha comprá-la mais barata e fazem eles muito bem que aproveitam e alargam as vistas pelo estrangeiro.

Já não sei que orações nos vão valer mas a vossa Beata tem muita fé e podem crer meus santinhos que eu acredito que isto ainda vai melhorar e que nosso Senhor nos vai poupar.

Bem, por hoje é tudo que tenho que ir à minha vida.

Beijinhos * a todos e obrigada pelas vossas cartinhas. 



* repenicados

 


Como vai a minha vidinha: baralhada com estas modernices

Carta escrita pela Beata da Aldeia às 17:29
link do post | Escreve à Beata | Ver as cartas (9) | favorito

Sexta-feira, 9 de Maio de 2008
A Beata vai voltar!!!

Ai ricos filhos que saudadinhas que eu tenho de vossemecês mas desde a passagem do ano que o meu Zé me obrigou a prometer de joelhos e de mãos postas que nunca mais viria à Internete e como bem deveis saber eu cá não sou mulher de faltar ao prometido e assim fiz  mas de coração partido porque as vossas cartas e o vosso convívio é como o pão para a boca.

 

Sabem o que ele me aprontou para eu me distrair? A Mariazinha, neta da minha comadre que está nas Franças, para eu tomar conta enquanto a mãe vai à labuta numa Fábrica de Confecções que está quase a fechar as portas mas que por enquanto lá se vai aguentando para pagar os ordenados.

 

Claro que eu gosto da catraia, apesar de ela não me largar, nem quando faço a janta para o meu Zé, mas verdade seja dita eu já não tenho estrutura nem idade para servir de ama-seca e por isso ando aflita dos meus ossos e há dias que nem sei onde ponho os pés com tanta dor a apoquentar-me.

 

Mas, perguntarão vossemecês, porque veio a Beata hoje dar sinal de vida?

 

- A razão é simples: O meu Zé libertou-me da promessa porque me viu a definhar de dia para dia com tanta tristeza no coração e apesar das implicações que ele tem comigo, eu não duvido que ele me tem muita estima.

 

Por isso meus riquinhos, a vossa Beata vai voltar sempre que o raio da gaiata me der tréguas e descanso e entre o lavar da roupa e o fazer da comida e as minhas obrigações na Igreja hei-de arranjar tempo para vos escrever a todos, que as saudades são muitas.

 

Agradeço do fundo do meu coração, que é grande, todas as cartas que só agora me chegaram às mãos, porque até isso o danado do meu Zé arranjou forma de as esconder.

 

Se eu fosse rapariga ainda casadoira e independente, podem crer que me divorciava dele e depois é que as costas folgavam.

 

Beijinhos repenicados para todos ( ai que saudades que eu tinha de escrever isto) e até qualquer dia se Deus quiser.

 

 

 

Desta que se assina Beata da Aldeia

 
 
PS - Rezei sempre por vossemecês e estimo muito que tenham sido felizes na minha ausência que bem mereceis.

 
 

 

 
 


Como vai a minha vidinha: Radiante

Carta escrita pela Beata da Aldeia às 20:33
link do post | Escreve à Beata | Ver as cartas (5) | favorito

Escrevam à Beata ricos filhos
Vem cá ver a Beata da Aldeia
Maio 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

18
19
20
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Cartas fresquinhas

O Tempo Tanto Anda Como D...

A Beata vai voltar!!!

Até p'ro Ano

Não se deixem enganar

Feliz Natal e muita saúdi...

O Natal não tarda aí

Ajudem o Planeta a Respir...

O Novo Aeroporto

Pelo S. Martinho, prova o...

A boa caridade começa em ...

Sábado dançante na aldeia

Que grande pesadelo

Protejam-se das bruxas qu...

Assombração na aldeia

Os pedidos do Sr. Padre C...

De candeias às avessas

Não há formosura sem ajud...

O rir e o folgar não é pe...

Enquanto há saúde quedos ...

Mas que grande aflição

Cartas com bicho

Maio 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

tags

aeroporto

agradecimento

água pé

aldeia

alegria

alhos

amigos

ano novo

árvores

assombração

bailarico

baile

beleza

benzeduras

blog

bruxas

burro

caridade

carta ao pai natal

cartas

cartas ao pai natal

casamento

castanhas

chuva

clima

cólicas

dançar

dia da floresta

dia das bruxas

domingo

esmolas

folgar

gasolina

histórias

homem

igreja

internet

magusto

mau olhado

medo

mulher

natal

net

noite

notícias

noticias

padres

pedidos

pesadelo

piaçaba

presentes

receitas

regresso da beata

rezas

roubo

s. martinho

sábado

são m. abreu

saúde

selos

sol

sr cura

tempo

testes

vida

zanga

todas as tags

últ. comentários
Anda tudo a correr me mal.Aparelhos avariam se sem...
Adoro o teu blog, ando sempre a ver as novidades, ...
Cuernos y herraduras también los utilizamos por es...
Visita o blog :http://rittiinha.blogs.sapo.pt/Obri...
Já estamos no Outono Boa Noite
Querem ver que a Beata foi de férias prolongadas?
A chuva já parou.o sol veio para ficar.A gasolina ...
Beatachamou a minha atenção - não por ser beata - ...
Venho pedir um grande favor:se me pode dizer quem ...
Enganei-me!!!!!!!!!!Um pocinho de petróleo...rsrs ...
mais comentados
RSS